Federação

FPF realiza reunião com times da base pernambucana

Encontro aconteceu inicialmente com os representantes dos três clubes da capital.

img

Nesta segunda-feira (20), a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) realizou uma reunião com dirigentes de três clubes da capital pernambucana. Estiveram no encontro o executivo da base do Sport, Coronel Genivaldo Cerqueira, o diretor da base do Sport, Geraldo Fonseca, o diretor de base do Náutico, Marcílio Filho, o diretor geral da base do Santa Cruz, Bleno Cruz, e o técnico do Sub-20 do clube Coral, Marconi Moura.

A reunião foi realizada pelo diretor de Competições da FPF, Murilo Falcão. A pauta do encontro foi o fortalecimento da base dos clubes pernambucanos e a realização de campeonatos mais elaborados dando chances às equipes de fortalecerem as suas bases. Outro encontro será agendado com as demais equipes que estão disputando a Série A1.

Murilo Falcão informou aos dirigentes que, a partir deste ano, os 12 clubes que participam da Série A1 do Pernambucano também deverão atuar nos campeonatos Sub-15, Sub-17 e Sub-20.

O diretor de Competições da FPF fez questão de mostrar o quanto a entidade vem buscando apoio para a criação de outras competições, podendo dessa forma fortalecer os atletas pernambucanos que iniciam carreira nos clubes do estado.

A importância de um calendário pernambucano com mais jogos foi um dos assuntos debatidos durante a reunião. “Se pudéssemos ter o ano todo competições seria bem melhor para os atletas. Temos que colocar os atletas de base dos clubes grandes para jogar entre si em todos esses campeonatos”, falou o diretor da base do Santa Cruz, Bleno Cruz.

“Também demos sugestões para que o Sub-20 jogue preliminares, dessa forma os atletas serão observados pela torcida e já começarão a desenvolver o lado emocional, pois terão que jogar com pressão da torcida em seus jogos”, informou Bleno Cruz.

Para Marcílio Filho, dirigente da base alvirrubra, o primeiro passo foi dado. “Eu acho que todo projeto que vem sendo feito com planejamento dá certo. Murilo Falcão foi fantástico, pois deu a oportunidade do início desse planejamento. Não tem como um clube fazer um campeonato sozinho, precisamos da Federação junto para dar esse apoio”, disse.

 O técnico da base do Santa Cruz, Marconi Moura, falou sobre o encontro. “Isso é um investimento que Pernambuco faz. Investir na base é importante, pois quando um atleta vai para a seleção brasileira é o estado quem ganha”, disse. “Não adianta quantidade de jogos, fazer um campeonato muito grande com várias equipes, mas sem qualidade”.

Segundo o Executivo da Base do Sport, Coronel Genivaldo Cerqueira, a reunião serviu para estudar a melhor forma de realizar as três competições. “O encontro foi para discutirmos a formatação e as participações dos clubes, visando dar mais competitividade e maiores condições aos clubes de formar atletas”, disse.